Método LIS

Método LISLiderança integrativa sistêmica

  • Benefícios e vantagens do método LIS

É provável que depois de já conhecidos resultados do processo de coaching ainda haja alguma dúvida sobre os benefícios que ele pode trazer. Mais para que você tenha claros esses benefícios e vantagens, resolvi enumerar alguns para que os argumentos fiquem bastante claros.

Para a empresa

  • Definição mais claras das metas e alvos e maior inteligência e rapidez na execução dos planos de ação.
  • Aumento de foco, comprometimento, engajamento e automotivação.
  • Melhoria no processo de gestão dos processos e das pessoas.
  • Maior efetividade na administração do tempo e das tarefas.
  • Melhoria na capacitação de delegação das atividades.
  • Maior congruência organizacional e mais objetividade em relação aos resultados desejados.
  • Realinhamento de missão, visão e valores com as metas e objetivos.
  • Contribuir para o desenvolvimento: social, emocional, técnico e comportamental da equipe.
  • Torna a comunicação interpessoal mais eficiente e assertiva.
  • Maior consciência em relação aos pontos fortes e de melhoria e do que fazer para potencializar seus talentos e eliminar gaps.

Para o empresário:

  • Viver um programa totalmente personalizado, feito de acordo com suas necessidades especificas de desenvolvimento e alinhamento aos objetivos da empresa.
  • Presença de um apoiador que está ali para te acompanhar, motivar, cobrar, desafiar e garantir que não perca seu foco.
  • Feedbacks honestos sobre seu progresso e pontos de melhoria.
  • Suporte para identificar e fazer as mudanças-chaves e conquistar resultados diferentes e mais positivos.
  •  Maior clareza das metas e objetivos do negócio e alinhamento pessoal.
  • Melhoria na capacidade de responsabilização pelos resultados
  • Suporte para desenvolver novas competências e treinar novas habilidades técnicas, emocionais e comportamentais.
  • Capacidade de reconhecer os pontos de melhoria, porém, sem deixar de reconhecer os avanços e comemorar os sucessos também.

Para a vida pessoal e profissional:

  • Aumento substancial da sua qualidade de vida.
  • Melhor gestão das tarefas e mais tempo para você.
  • Alcance de maior equilíbrio entre carreira e vida pessoal.
  • Melhoria das relações profissionais, familiares e social.
  • Maior qualidade no tempo com seus amigos e família.

Pilares do método LIS

4 Necessidades dos seres humanos.

1 – Ser ouvido na essência

Ao falar com uma pessoa, dê atenção a ela. Esteja verdadeiramente presente naquela conversa, ouça além das palavras. Com o olhar, perceba o que ela quer dizer, demonstre atenção e interesse. Muitas vezes, para algumas pessoas, o ato de falar e desabafar podem ser muito mais difícil do que parece, por isso, diminua toda a distância que existe entre você e essa pessoa, deixe-a confortável, não importa quem ela seja, seu amigo, irmão, pai, filho, chefe, funcionário, essa necessidade de ser ouvido pertence a todas as pessoas.

Todos nós temos momentos na vida que precisamos que alguém pare, e escute o que estamos sentindo, o que queremos dizer. Não falo de ouvir de qualquer forma, mas de ouvir na essência. Alguém que compreenda as entrelinhas, que perceba o verdadeiro sentido das palavras, e que preste atenção no fundo de nossa alma. Alguém que olhe em nossos olhos, que seja capaz até de ler os pensamentos latentes da alma, e que a todo instante estamos querendo colocar para fora.

Há momentos que, na verdade, não queremos a resposta pronta para os nossos problemas, mas estamos somente procurando alguém que demonstre interesse no que estamos querendo dizer. Não queremos ser julgados e mal interpretados por nossas palavras, mas sentimos a necessidade de encontrar alguém que tenhamos liberdade de conversar e que nos entenda. Essa é a nossa primeira necessidade básica.

2 – Ser reconhecido, notado e amado

É importante para as pessoas, isso inclui todas as pessoas do mundo, sejam amadas, valorizadas e reconhecidas. Aquilo que há de melhor em uma pessoa, deve ser reconhecido e apreciado. Não importa se o que há de melhor nela pareça ser algo insignificante para as outras. O líder tem o dever de mostrar a seus liderados as suas qualidades que devem ser valorizadas e amadas nele. As pessoas gostam e precisam se sentir amadas, importantes e queridas, isso eleva a autoestima, e isso pode ajudar uma pessoa a fazer coisas extraordinárias.

Quantos já não passamos pela situação de chegar num lugar, e parecer que ninguém nos viu, e que não deram importância à nossa chegada?  Ser notado é ter alguém que lhe dê a certeza de que você existe para essa pessoa. Ser reconhecido pelo valor que temos, pela vontade de crescer, de ser compreendido que desejamos ser a essência da melhor pessoa que podemos ser. É muito difícil estar num lugar onde as pessoas nunca reconhecem o valor dos seus esforços, nunca lhe dão os parabéns pelo acerto. Ser correspondido pelo amor, ter carinho de alguém que se importa conosco, que nos cuida em nossos momentos de fraquezas e que nos ame com o amor incondicional. Todos necessitamos ser supridos no amor.

3 – Direito de errar

Independentemente de qualquer coisa, você é um ser humano e errar é humano. Todas as pessoas tem o direito de errar, mas nem todas elas sentem que tem esse direito, e isso se torna uma necessidade básica para que as pessoas consigam seguir em frente.

Basta pensar que mesmo nas falhas, existe uma intenção positiva que acabou causando um erro sem intenção. Ou seja, querendo acertar, você erra. Pensando assim, a dor é menor e o sofrimento é mais brando, com o tempo a pessoa entende que ela também tem o direito de errar.

A  Priore, parece que quando falamos sobre o direito de errar, estamos dando asas para que vivamos nos desculpando pelos nossos erros, ou negligenciando uma vida correta diante dos princípios e valores que temos como pessoa. Mas na verdade o sentido aqui é compreender que os erros surgem na tentativa dos acertos. Creio que ninguém gosta de ser julgado e condenado pelos erros, mas que necessitamos ser compreendidos e apoiados nesta hora. Não falo em relação às pessoas que nunca reconhecem os seus erros, mas daquelas pessoas que erram e precisam de ajuda para se levantar, e não de pedradas que matam.

Compreender o direito de errar é entender que todos erramos, que ninguém é perfeito e que todos somos iguais. Não há ninguém nesta terra, a não ser Jesus (o homem perfeito), que possa dizer que nunca errou. Então, da próxima vez que você ver alguém errando, estenda as mãos para levantá-lo. Pense que poderia ser você no lugar desta pessoa. Perdoe, compreenda, permita os erros dessa pessoa, e quem sabe assim também você se permita errar, e parar de ser tão duro consigo mesmo. Errou? Levante-se do chão, erga a cabeça, corrija os erros, seja mais humano, e siga em frente.

4 – Direito de pertencer

E a última necessidade básica que uma pessoa sente é a de pertencer a um lugar, a uma família, a uma empresa, a maioria delas tem a necessidade de viver com pessoas, criar vínculos, fazer amizades e ter uma religião..

O excesso de moral de alguns, que se sentem melhores e superiores a outros, na prática significa dizer-lhes: “Tenho mais direito de pertencer que você”. Ou quando alguém condena uma pessoa ou considera má, praticamente está lhe dizendo: “Você tem menos direitos de pertencer do que eu”. “Bom” significa então: “Tenho mais direitos”, e “Mau”, significa: “Você tem menos direitos”.

Congruência dos pilares.

Pilar inicial do trabalho

4º Nível: Crenças e valores – sonhos e significados

Nesse nível do Processo Evolutivo estão as verdades que norteiam as decisões da vida de uma pessoa. As nossas crenças e valores são extremamente úteis para nos manter vivos, especialmente em um ambiente de sobrevivência.

Por exemplo, sabemos que não se pode colocar a mão no fogo porque iremos nos queimar ou que aquela caverna é melhor não passar perto, porque o Tio San foi comido por um urso quando se aventurou por lá.

As crenças e valores são aprendidos por:

• Experiências diretas que a pessoa passou (ela queimou a mão um dia)

• Experiências vividas por outras pessoas, ensinadas (a mãe conta para o filho que o fogo queima) ou testemunhadas (a pessoa viu alguém se queimar).

Quanto mais nova é a pessoa e mais intensa é a experiência, mais profunda a certeza é implantada. Notadamente na primeira infância as marcas são fortes.

Dê-me uma criança em seus primeiros sete anos, e eu te devolverei um homem – lema jesuíta

Esse mapa do mundo foi desenvolvido no transcorrer dos eventos de uma vida. Foram reforçados pelas crenças e valores dos pais e das pessoas próximas a elas. Também moldam esse sistema os traumas e momentos intensos (felizes ou desafiadoras).

Encontrando padrões no mundo atual

O problema é que em um mundo complexo e subjetivo, as crenças e valores podem muitas vezes não ser de grande utilidade, podendo inclusive atrapalhar a conquista de nossos objetivos e entristecer nosso dia a dia. A questão é que temos facilidade em encontrar padrões, até mesmo onde eles não existem. No caso do fogo, de fato existe uma regularidade (toda vez que colocar a mão nele, irá se queimar), agora o que dizer daquela pessoa que causou alguma dor? Será que todas as outras pessoas parecidas com ela também causarão dor?

Questionar constantemente as regras mentais, especialmente as mais rígidas (aquelas que tem palavras como “sempre”, “nunca”, “todos”, “nenhum” etc.). Toda forma de pensar pode ser aprimorada se estivermos dispostos a sair de nossa zona de conforto. De acordo com a lógica formal, basta encontrar um contraexemplo para negar alguma afirmação genérica. Essa é a fraqueza estrutural de qualquer preconceito.

“Se você acha que pode, ou que não pode fazer alguma coisa, você tem sempre razão.”

– Henry Ford

A causa do problema (e suas soluções). O truque está na descoberta das raízes das visões tidas como verdades absolutas. Onde nasceram essas crenças que limitam as suas

ações e emoções? Nesse momento será possível gerar ressignificação, ter uma compreensão por outro ponto de vista, trazendo flexibilidade mental.

Esse é o último nível relacionado ao consciente (self 1), onde podemos desenvolver transformações em nível consciente. Em uma equipe fortemente apoiada em seus mapas de mundo, normalmente aquelas que estão unidas em torno de alguma causa, precisam de uma liderança que gere inspiração. Ela nasce especialmente através do exemplo. Isso reforça as crenças que sustentam as ações e as razões de existir do grupo.

            A inspiração produz uma modificação na nossa forma de agir ou, no mínimo, de pensar, inspirar significa nos fundamentarmos em um modelo, adaptar algo à nossa forma. É um movimento em que, ao trazer algo de fora para dentro, modifica, em algum nível, o modo de pensar ou agir, desta forma, crua uma nova realidade.

            O líder inspirador tem mais que apenas experiencia e postura de líder, ele é reconhecido como uma pessoa “modelo”. Os demais querem ser parecidos com ele, pois reconhece-se nele um indivíduo diferenciado. O líder que inspira não está preocupado apenas com os aspectos do negócio da empresa, mais sim envolvida nos processos de mudança, que estão além dos treinamentos gerenciais e comportamentais. O líder consegue manter a equipe pois se torna uma figura central importante, mesmo que não seja centralizador. Sua equipe quer estar próxima porque se sente bem, em harmonia e aprendizagem constante. 

Perguntas:

  1. Você realmente acredita que todo problema só é um problema porque traz em si a força da solução?
  • O quanto suas crenças o permitem chegar aonde você quer chegar?
  • Quanto aquilo que você acredita lhe dá permissão para ir além?
  • O quanto seus valores lhe permitem viver sua força universal absoluta?
  • Sua crença permite viver a aceitação de si mesmo?
  • Quanto você verdadeiramente crê que existe poder nos seus pontos de melhoria?
  • Quanto você acredita na unidade de dualidade?
  • Você tem sido mentor de si mesmo?